TV GC

Mauro De Nadal crítica cortes federais que atingem infraestrutura de SC

“Chega a ser uma ironia, são rodovias que há anos os catarinenses estão aguardando melhorias"

Região - 29/04/2021 09:12
Carregando Vídeo


Foto:Ascom 

O deputado Mauro De Nadal expressou sua indignação com o governo federal pelo anúncio feito em relação aos cortes no Orçamento da União que atingem diretamente as obras de infraestrutura rodoviária em Santa Catarina. De acordo com a Lei Orçamentária de 2021, seriam investido R$ 271 milhões em infraestrutura, valor esse reduzido para R$ 136,5 mi. “Uma redução de praticamente 50% o que afetará diretamente as obras nas rodovias federais do nosso Estado e principalmente a BR-163, que há anos estamos lutando por melhorias”, comenta o presidente da Alesc.

“ Chega a ser uma ironia, são rodovias que há anos os catarinenses estão aguardando melhorias e a competência disso é do governo federal. O governo de Santa Catarina ofereceu ao governo federal a oportunidade de realizar as obras com mais rapidez. Foram R$ 400 mi e o governo como resposta ao sexto arrecadador de impostos retira R$ 113 mi do seu orçamento. Vai fazer obra em Santa Catarina com recursos de Santa Catarina, é uma pouca vergonha o que acontece”, avaliou Mauro de Nadal.

O deputado  lembrou que a Alesc aprovou recursos estaduais para acelerar as obras e de que o Estado é o sexto maior arrecadador se impostos, mas é o 25º na distribuição dos valores. “Santa Catarina fez sua parte e foi até além, abrindo uma exceção no Brasil, onde o governo estadual coloca recursos dos catarinenses em obras do governo federal, que é de competência federal, e fomos surpreendidos com esse corte do dinheiro que eles deveriam colocar nestas obras. É um grande descaso com Santa Catarina, somos o sexto maior arrecadador de impostos do Brasil e na hora de distribuição desta fatia somos o 25º. É uma vergonha, espero que o governo federal reveja essa decisão.”


Fonte: Ascom
Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business EXPRESSO D'OESTE (49) 99819 9356

Mais notícias