TV GC

Nasf busca aplicar práticas integrativas para complementar na saúde da população em Mondaí

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família é um serviço gratuito disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o mesmo já vem realizando atendimentos desde o final do ano de 2019

Mondaí - 14/05/2021 15:26 (atualizado em 14/05/2021 15:28)

Foto: Ana Paula Costa – Assistente social - Susane Spezzatto.


O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), de Mondaí, é uma extensão dos serviços da Atenção Básica de Saúde. No núcleo são realizados diversos serviços especializados como: Psicologia, Nutrição, Tabagismo e Terapias. Em entrevista à reportagem da TV Expresso, a assistente social responsável pelo local, Susane Spezzatto, explica como funcionam esses atendimentos.

Susane relata que, quando houve a implantação do Nasf em Mondaí no final do ano de 2019, o principal objetivo era desenvolver atividades coletivas, atividades em grupos. “Com a vinda da pandemia, a gente começou a fazer atendimentos mais individualizados, em duplas ou trios no máximo”, explica.

Conforme a assistente social, foi a partir de alguns atendimentos individualizados que o núcleo implantou também, terapias de Reiki e Auriculoterapia. “Nós começamos a implantar as chamadas ‘PIXs’, que são nossas práticas integrativas em saúde. O Reiki e Auriculoterapia que na verdade hoje eu vejo que é algo novo na região, e que talvez esteja divulgando um pouco mais o nome do Nasf, eles são desenvolvidos pelos próprios profissionais aqui”, conta.

EQUIPE

A equipe que compõe o NASF atualmente é formada pelos seguintes profissionais:  nutricionista Dainá Melz, com 20 horas; a assistente social Susane Spezzatto, com 40 horas; os psicólogos (as) Vanessa Zamiani, Thiago Dalcin Teixeira e Andréia Yess, que totalizam 40 horas semanais; e a enfermeira Eliane Slaviero, com 40 horas. Além disso, contribuem para as atividades as farmacêuticas Fabiane Girardello e Raquel Colling.

PRÁTICAS INTEGRATIVAS

De acordo com Susane, o SUS tem por objetivo hoje implantar essas práticas integrativas, como um complemento à saúde da população. “A gente percebe que o sujeito precisa ser visto de uma forma integral. E nós aqui procuramos desenvolver isso como um método de humanizar o serviço. Não é visto o paciente só com seu problema de saúde, é visto porque ele tem esse problema de saúde. Aqui a gente acolhe e conversa”, afirma.

COMO PARTICIPAR

Ainda segundo a assistente social, não há nenhum custo para participar do Núcleo de Apoio à Saúde da Família. “Não tem custo nenhum, é um serviço do Sistema Único de Saúde (SUS), é gratuito então qualquer um pode ter acesso, desde que tenha interesse. Geralmente as pessoas são encaminhadas até nós pela Unidade de Saúde, porém qualquer um que chegar aqui a gente vai fazer o acolhimento, vai orientar. Se você tem interesse, mas não quer ir no posto de saúde, não tem problema, pode vir aqui que a gente conversa”, finaliza.

Fonte: Ana Paula da Costa / Redação Tv Expresso
Envie suas sugestões de pauta para a redação
WhatsApp Business EXPRESSO D'OESTE (49) 99819 9356

Mais notícias